“Ser uma expressão alegre do Amor de Deus no mundo”.

 
Quando o Senhor Jesus entregou sua vida na cruz para a salvação da humanidade, estava ali a maior expressão de amor que o mundo já pode contemplar. O Senhor mesmo disse: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos”. (Jo 15,13)
Portanto, ser um consagrado Vida Nova é estar preparado para dar a vida pelos irmãos. Essa morte não se dá apenas no campo físico, mas muito mais pelas renúncias do dia-a-dia, no despojar-se das próprias vontades e até mesmo dos próprios sonhos para fazer cumprir em sua vida a vontade de Deus.
É justamente esse despojamento total de si que gera a perfeita liberdade, única que poderá fazer-nos verdadeiramente felizes. Um consagrado que não consegue se despojar de seus sonhos e anseios particulares, nunca será verdadeiramente feliz.
A vivência de nosso carisma exige de nós a contemplação da cruz, altar onde o amor se imolou para a nossa salvação. A Vida Nova nasce da cruz.

Expressar com alegria o Amor de Deus é deixar-se invadir pelo amor e misericórdia de um Deus que nos amou até o extremo, a ponto de dar sua vida por nós.